quinta-feira, 25 de maio de 2017

Mais de 150 mil pessoas participam do Ocupa Brasília e pedem Fora Temer e Diretas




Apesar da violência policial contra os manifestantes que participaram do movimento Ocupa Brasília, nesta quarta-feira (24), o saldo da mobilização foi positivo, segundo a diretoria da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). De acordo com as centrais sindicais, mais de 150 mil pessoas de todo o país desceram a Esplanada dos Ministérios da capital federal contra o governo de Michel Temer.
Além da violência policial, houve participação das Forças Armadas em Brasília. Na tarde dessa quarta-feira, o presidente Michel Temer assinou decreto no Diário Oficial da União autorizando o uso das Forças Armadas no confronto entre manifestantes e policiais militares na Esplanada.
Para o presidente da CNTE, Heleno Araújo, essa foi mais uma atitude arbitrária e golpista de Temer. “Devemos repudiar de todas as formas esse uso da estrutura do Estado para defender bandidos, estrutura essa sustentada pelo próprio povo com o pagamento de impostos. Com isso, temos mais elementos para as próximas mobilizações, inclusive com a greve geral, com indicativo para a primeira semana do mês de junho. Apesar disso, o Ocupa Brasília foi um movimento muito positivo, com repercussão nacional e internacional, em um momento importante na defesa dos direitos dos trabalhadores”, argumentou Heleno.
Para a secretária geral da CNTE, Fátima Silva, esta quarta-feira foi um dia de sucesso. “A violência policial utilizada não estraga a vontade e a perseverança da luta dos trabalhadores, não só da educação como de toda a classe trabalhadora do Brasil. Nesse período pós-golpe, é a maior manifestação em Brasília, com mais de 150 mil trabalhadores. Nós estamos na luta e vamos continuar. Estamos rumo à greve geral agora para o mês de junho”, avaliou Fátima.
O secretário de Relações Internacionais da CNTE, Roberto Franklin de Leão, a CNTE organiza manifestações contra as políticas de Michel Temer desde que ele assumiu o governo. “E, a partir de hoje, o processo de mobilização é contínuo, e nós estamos na luta para fazer o enfrentamento que for necessário”, acrescentou.
Em um caminhão de som, diretores da CNTE e de suas entidades filiadas falaram seus gritos de guerra e justificaram sua posição contra o governo. Tanto a Confederação como outras entidades sindicais são contra as reformas trabalhista e da Previdência e a terceirização. Com isso, pedem a saída de Temer do governo e eleições diretas.
“Este é o nosso grande recado nesse 24 de maio: fora Temer. Não tem acordo. A classe trabalhadora não aceita a retirada de direitos. É a nossa marcha. Não aceitamos as reformas. Não aceitamos o golpe do golpe. Por isso, Diretas Já”, bradou o secretário de Assuntos Educacionais da CNTE, Gilmar Soares Ferreira.
“Abaixo a essa ditadura. Queremos essa corja na cadeia. Nós estamos nas ruas, pois queremos nossa democracia. Fora Temer”, disse a secretária de Combate ao Racismo da CNTE, Iêda Leal de Souza.
“Hoje, a classe trabalhadora mostra que o povo está unido contra esses golpistas. A nossa luta é para mostrar aos jovens e às crianças que o crime não compensa. Nós temos que dar um basta. Nós precisamos, com o nosso protagonismo, restabelecer a democracia”, explicou a secretária de Relações de Gênero da CNTE, Isis Tavares Neves.


12 dicas para a saúde do professor


Quem disse que dar aula não é um esporte radical?  Você pode não estar pulando obstáculos em cima de uma moto ou lutando em um ringue de boxe (embora às vezes possa se sentir assim), mas um dia inteiro na frente de seus alunos pode afetar – e muito – o seu bem-estar.
Uma pesquisa realizada em grandes capitais do Brasil apontou que em média 37,7% dos educadores foram afastados ao menos uma vez no ano por motivo de doença. As principais causas de afastamento apontadas por 8,9 mil professores foram: inflamação das vias respiratórias (17,4%), depressão, ansiedade, nervosismo, síndrome do pânico (14,3%) e estresse (11,7%)
O ano letivo está quase no fim (falta pouco…). Mas ainda dá tempo de colocar em prática algumas ações preventivas. Assuma o controle da sua saúde com estas dicas para evitar dores, lesões e doenças comumente relatadas pelos professores.

Rouquidão e fadiga
A voz é uma das ferramentas mais utilizadas pelo educador, por isso não surpreende que um quinto de todos os professores relatem sofrer de fadiga vocal em algum momento de sua carreira. Se a sua voz fica rouca, altera durante a aula ou se sente sua garganta apertando ou arranhando, você pode estar exagerando. Neutralize os riscos, utilizando técnicas de voz eficazes, tais como a respiração correta e postura, e minimizando hábitos vocais nocivos.
Dicas para prevenir a tensão vocal:
1. Evite gritar ou chamar os alunos que estejam mais distantes. Você pode usar a ajuda de outro aluno para chamá-los, enquanto aguarda com o restante do grupo.
2. Beba água com frequência para umedecer a laringe e o trato vocal.
3. Se possível, tente encontrar pelo menos 30 minutos ao longo o dia para você não falar nada (é um bom momento para relaxar e evitar estresse…)
Dor nas costas
Os professores também parecem ter uma chance maior, do que a média de profissionais, de sofrer lesões musculoesqueléticas, especialmente nas costas, pescoço e membros superiores – sendo os professores de Educação Infantil os mais propensos a sofrer de dor lombar. As boas notícias? Dor nas costas é facilmente evitável com mesas adequadas, roupas, exercício e alongamento.
Dicas para evitar dor nas costas:
  1. Verifique se você tem o mobiliário adequado, como mesa do professor na altura correta e cadeira de adulto para sentar na frente da classe.
  2. Alongue-se a cada 20 a 30 minutos. Envolva seus alunos – alongamento e movimentos físicos podem quebrar a monotonia e auxiliar no processo de aprendizagem!
  3. Use sapatos confortáveis, como tênis com solado de borracha e saltinhos de base larga (para mulheres).

Doenças e vírus
Com centenas de crianças ao redor, as escolas são epicentros para a propagação de doenças infecciosas, tanto para crianças como para adultos. Com as atividades acontecendo ao longo do dia, é normal manter-se em contato direto com as crianças e fica quase impossível desviar de um espirro ou uma tosse. Mas há maneiras de minimizar o risco de ser derrubado por um ataque desagradável de catapora ou sarampo. Como cada professor sabe, tudo
começa com a educação.
Dicas para prevenir a propagação de doenças:
  1. Lembrar os alunos sobre higiene: lavar as mãos ao utilizar o banheiro, cobrir a boca quando espirrar ou tossir.
  2. Lave as mãos regularmente com sabão.
  3. Quando estiver com doença infecciosa, tanto aluno quanto professor devem permanecer em casa, evitando, assim, a propagação do vírus.

Estresse, Depressão e Ansiedade
Os professores, como muitas outras profissões, estão enfrentando uma pressão crescente para trabalhar mais horas. Somado ao tempo extenuante de trabalho que professores já enfrentam – elaboração de aulas, correção de provas, reunião com pais e atividades extracurriculares – e as demandas diárias de uma sala de aula ocupada (e, muitas vezes, com alunos relutantes), pode levar ao estresse e desencadear uma crise de ansiedade, mesmo os educadores mais experientes.

de pedir ajuda sempre que precisar.
11. Diga não. Se você não tem o tempo ou a capacidade de assumir trabalho extra, então diga não. Explique que está com outra atividade e ofereça sua ajuda em outro momento, quando puder estar presente e inteiro naquela atividade
12. Encontre tempo para um hobby relaxante e agradável. Uma caminhada curta, um filme, mesmo que sejam dez minutos para ler um livro enquanto toma café da manhã. Ter um tempo só para você é uma excelente maneira de relaxar e recarregar as energias.
Adaptado de Nick Nedeljkovic – escritor freelancer e blogueiro de Sidnei, Australia. Tem amor pela aprendizagem e muitas graduações. É um defensor da educação em todas as suas formas.




segunda-feira, 22 de maio de 2017

PREFETURA DE PARNAÍBA REALIZA RECADASTRAMENTO DE SERVIDORES MUNICIPAIS APOSENTADOS


A PREFEITURA MUNICIPAL DE PARNAÍBA REALIZA RECADASTRAMENTO PARA SERVIDORES MUNICIPAIS APOSENTADOS PARA ATUALIZAÇÃO FUNCIONAL.

O REFERIDO RECADASTRAMENTO OCORRERÁ NO INSTITUTO  DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE PARNAÍBA (IPMP) E É DE CARÁTER OBRIGATÓRIO PARA TODOS OS APOSENTADOS  E PENSIONISTAS DE TODOS OS PODERES E SERÁ REALIZADO DE ACORDO COM A DATA DE NASCIMENTO DO SERVIDOR ATRAVÉS DA TABELA A SEGUIR:

PÚBLICO (MÊS DE ANIVERSÁRIO) - DATA:


  • JANEIRO, FEVEREIRO, MARÇO E ABRIL - 29/05/2017 A 02/06/2017;
  • MAIO, JUNHO, JULHO E AGOSTO - 05/06/2017 A 09/06/2017;
  • SETEMBRO E OUTUBRO - 12/06/2017 A 16/06/2017;
  • NOVEMBRO E DEZEMBRO - 19/06/2017 A 23/06/2017 

NO ATO DO RECADASTRAMENTO DEVEM SER APRESENTADOS OS SEGUINTES DOCUMENTOS ORIGINAIS :

  1. PARA O RECADASTRAMENTO DOS PENSIONISTAS:

  • Documento de Identificação com foto (Carteira de Identidade ou carteira de Habilitação com validade em todo o território nacional e emitida por órgão de regulamentação profissional);
  • CPF;
  • Comprovante de Residência(conta de água, luz ou telefone - de um dos últimos três meses;
  • Certidão de Casamento, Declaração Judicial de União estável e/ou nascimento;
  • Certidão de óbito do Instituidor da pensão; e número do CPF do instituidor da pensão.
 2. PARA O RECADASTRAMENTO DOS SERVIDORES APOSENTADOS:

  • Documento de Identificação com foto (Carteira de Identidade ou carteira de Habilitação com validade em todo o território nacional e emitida por órgão de regulamentação profissional);
  • CPF;
  • Comprovante de Residência(conta de água, luz ou telefone - de um dos últimos três meses;
  • PASEP/PIS/NIT;
  • CPF dos dependentes;
  • Título de Eleitor;
  • Ato de concessão e/ou publicação da aposentadoria;
  • Certidão de Nascimento dos dependentes ou documento de identificação com foto;
  • Certidão de Casamento, Declaração Judicial de União estável e/ou nascimento;
 3. PARA RECADASTRAMENTO DOS DEPENDENTES:

  • Documento de identificação com foto (se houver), ou Certidão de Nascimento;
  • CPF;
  • Laudo Médico atestando incapacidade definitiva, no caso de maior inválido.


SENDO O CITADO RECADASTRAMENTO OBRIGATÓRIO O SERVIDOR APOSENTADO E O PENSIONISTA DEVEM COMPARECER PESSOALMENTE NO LOCAL E DATA RESPECTIVA AO SEU MÊS DE NASCIMENTO MUNIDO DOS DOCUMENTOS ORIGINAIS JÁ DESCRITOS ACIMA. 
O NÃO COMPARECIMENTO RESULTARÁ EM SUSPENSÃO DE PAGAMENTO DE PROVENTOS OU PENSÃO A PARTIR DA CONCLUSÃO DO PRAZO ESTABELECIDO.

INFORMAMOS QUE O SERVIDOR E PENSIONISTA A SER RECADASTRADO QUE NÃO ESTIVER EM CONDIÇÕES DE COMPARECER  OU SE LOCOMOVER AO LOCAL DO RECADASTRAMENTO  DEVE  APRESENTAR PROCURAÇÃO ESPECÍFICA POR PESSOA DA FAMÍLIA OU PROCURADOR, JUNTO AO IPMP NA DATA PREVISTA REFERENTE AO SEU MÊS DE NASCIMENTO.
APÓS O PRAZO ESTABELECIDO PELA PREFEITURA, A AUSÊNCIA NÃO JUSTIFICADA ACARRETARÁ A SUSPENSÃO DO SEU PAGAMENTO.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

SEM PROPOSTA DO GOVERNO, FUNCIONÁRIOS DE ESCOLA MARCAM NOVA PARALISAÇÃO


Os trabalhadores em educação da rede estadual de educação, realizaram uma manifestação com paralisação na manhã desta segunda-feira (15/05), em frente ao Palácio de Karnak, sede do governo, para protestar contra o desrespeito do governo e não cumprimento do acordo com a categoria da educação. Nova manifestação acontece dia 22, no pátio da Seduc a partir das 9h.
Os funcionários de escola reivindicam: reajuste dos operacionais, reenquadramento, aposentadorias, mudança de classe e padrão e retorno dos “extraordinários” dos auxiliares de vigilância das escolas de tempo integral.
Durante o Ato, os representantes do SINTE-PI conseguiram uma audiência com o secretário de governo Merlong Solano para tratar da pauta reivindicada. No entanto, o secretário Merlong repetiu o que o secretário Franzé já havia dito, “não podemos fazer nada, só o governador poderá dizer algo sobre esta pauta”.
Os dirigentes avaliaram como mais uma enrolação por parte do governo, pois na greve de fevereiro/2017, o acordo foi que o governo apresentaria uma tabela de reajuste para os administrativos em maio, e até o momento a resposta que os trabalhadores ouviram do governo é NÃO para qualquer reajuste.
“O Sinte-PI vai aguardar a chegada do governador para exigir um posicionamento que atenda às reivindicações dos funcionários de escola. Queremos que o governador honre sua cumpra e respeite os funcionários de escola da rede estadual”, enfatizou Odeni Silva, presidente do Sinte.
Nova manifestação está marcada para acontecer dia 22 de maio, na próxima segunda-feira, a partir das 09 horas no pátio da SEDUC.
O Ato reuniu representantes de várias unidades escolares de Teresina, dos Núcleos Regionais e outras entidades sindicais. Estiveram presentes as regionais: Altos, Campo Maior, Esperantina, Floriano, Jaicós, José de Freitas, Oeiras,  Picos, Piripiri,  São Raimundo Nonato e São João do Piauí. Registramos as escolas: José Ribeiro, Joca Vieira, Sigefredo Pacheco, Helvídio Nunes, Dom Severino, Caluzinha Freire, Modestina, Lucídio Portela, Didácio Silva, Antonio de Almendra, Padre Joaquim Nonato Gomes, Escola Polivalente Presidente Castelo Branco, Associação dos Cegos, José Amável, Professor Claudio Ferreira, Matias Olimpio, Wall Ferraz, Ana Cordeiro, SEDUC, Shirley Costa e Silva, Liceu Piauiense, Solange Viana, Gabriel Ferreira, Edgar Tito, Corina Vieira Machado, Darcy Araujo, N.Sra.Perpetuo Socorro (Ceramica Cil), Residencial Pedra Mole, Pequena Rubim, Alberto Silva e Premen-Norte.


terça-feira, 16 de maio de 2017

No embarque para Brasilia, deputados são pressionados por sindicalistas contrários às reformas


Centrais sindicais, as Frentes Piauí Popular e Povo sem medo fizeram um protesto contra a postura dos deputados federais e senadores do Piauí que têm votado a favor das reformas trabalhistas, da terceirização e da Previdência Social.
Os manifestantes se distribuíram pelas dependências do aeroporto para receber os parlamentares. Houve tensão. O deputado federal Marcelo chegou a chutar um dos presentes ao protesto. E a presidente do SINTE, Odeni Silva, resumiu o protesto dos que foram ao aeroporto.
 






 

PREFETURA DE PARNAÍBA REALIZA RECADASTRAMENTO DE SERVIDORES MUNICIPAIS APOSENTADOS

A PREFEITURA MUNICIPAL DE PARNAÍBA REALIZA RECADASTRAMENTO PARA SERVIDORES MUNICIPAIS APOSENTADOS PARA ATUALIZAÇÃO FUNCIONAL.

O REFERIDO RECADASTRAMENTO OCORRERÁ NO INSTITUTO  DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE PARNAÍBA (IPMP) E É DE CARÁTER OBRIGATÓRIO PARA TODOS OS APOSENTADOS  E PENSIONISTAS DE TODOS OS PODERES E SERÁ REALIZADO DE ACORDO COM A DATA DE NASCIMENTO DO SERVIDOR ATRAVÉS DA TABELA A SEGUIR:

PÚBLICO (MÊS DE ANIVERSÁRIO) - DATA:


  • JANEIRO, FEVEREIRO, MARÇO E ABRIL - 29/05/2017 A 02/06/2017;
  • MAIO, JUNHO, JULHO E AGOSTO - 05/06/2017 A 09/06/2017;
  • SETEMBRO E OUTUBRO - 12/06/2017 A 16/06/2017;
  • NOVEMBRO E DEZEMBRO - 19/06/2017 A 23/06/2017 

NO ATO DO RECADASTRAMENTO DEVEM SER APRESENTADOS OS SEGUINTES DOCUMENTOS ORIGINAIS :

  1. PARA O RECADASTRAMENTO DOS PENSIONISTAS:

  • Documento de Identificação com foto (Carteira de Identidade ou carteira de Habilitação com validade em todo o território nacional e emitida por órgão de regulamentação profissional);
  • CPF;
  • Comprovante de Residência(conta de água, luz ou telefone - de um dos últimos três meses;
  • Certidão de Casamento, Declaração Judicial de União estável e/ou nascimento;
  • Certidão de óbito do Instituidor da pensão; e número do CPF do instituidor da pensão.
 2. PARA O RECADASTRAMENTO DOS SERVIDORES APOSENTADOS:

  • Documento de Identificação com foto (Carteira de Identidade ou carteira de Habilitação com validade em todo o território nacional e emitida por órgão de regulamentação profissional);
  • CPF;
  • Comprovante de Residência(conta de água, luz ou telefone - de um dos últimos três meses;
  • PASEP/PIS/NIT;
  • CPF dos dependentes;
  • Título de Eleitor;
  • Ato de concessão e/ou publicação da aposentadoria;
  • Certidão de Nascimento dos dependentes ou documento de identificação com foto;
  • Certidão de Casamento, Declaração Judicial de União estável e/ou nascimento;
 3. PARA RECADASTRAMENTO DOS DEPENDENTES:

  • Documento de identificação com foto (se houver), ou Certidão de Nascimento;
  • CPF;
  • Laudo Médico atestando incapacidade definitiva, no caso de maior inválido.


SENDO O CITADO RECADASTRAMENTO OBRIGATÓRIO O SERVIDOR APOSENTADO E O PENSIONISTA DEVEM COMPARECER PESSOALMENTE NO LOCAL E DATA RESPECTIVA AO SEU MÊS DE NASCIMENTO MUNIDO DOS DOCUMENTOS ORIGINAIS JÁ DESCRITOS ACIMA. 
O NÃO COMPARECIMENTO RESULTARÁ EM SUSPENSÃO DE PAGAMENTO DE PROVENTOS OU PENSÃO A PARTIR DA CONCLUSÃO DO PRAZO ESTABELECIDO.

INFORMAMOS QUE O SERVIDOR E PENSIONISTA A SER RECADASTRADO QUE NÃO ESTIVER EM CONDIÇÕES DE COMPARECER  OU SE LOCOMOVER AO LOCAL DO RECADASTRAMENTO  DEVE  APRESENTAR PROCURAÇÃO ESPECÍFICA POR PESSOA DA FAMÍLIA OU PROCURADOR, JUNTO AO IPMP NA DATA PREVISTA REFERENTE AO SEU MÊS DE NASCIMENTO.
APÓS O PRAZO ESTABELECIDO PELA PREFEITURA, A AUSÊNCIA NÃO JUSTIFICADA ACARRETARÁ A SUSPENSÃO DO SEU PAGAMENTO.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

CONFIRA O CALENDÁRIO DAS ELEIÇÕES DO SINTE-PI PARA 2017



O ano de 2017 é de eleição para o Sindicato dos trabalhadores em educação do Piauí. Momento de renovar a Diretoria Executiva, Conselho Fiscal e Diretoria dos Núcleos Regionais para o próximo quadriênio (2017-2021), conforme Artigo 65 do Estatuto do SINTE-PI.
Confira o calendário que antecede a eleição:
  • Data da votação: 19 de junho de 2017
    • Das 8h às 21h
    • Locais a serem divulgados posteriormente
  • Inscrições de Chapa: 15 a 20 de maio de 2017
    • Das 8h às 12h e das 14h às 18h
    • No Escritório do Sinte-PI (Rua Barroso, 800, Centro-Teresina)
    • Chapa de Núcleo Regional será feita na sua respectiva sede Regional.
  • Divulgação da(s) Chapa(s) Registrada(s): 25 de maio de 2017
  • Prazo para impugnação: 48 horas após a divulgação
As chapas deverão observar a documentação completa para fazer o registro, com documentação em duas vias:
  • Relação dos candidatos com os respectivos cargos;
  • RG e CPF;
  • Contracheque de dezembro/2016
Para conferir o Regimento da eleição Clique aqui ou procure na sede do Sindicato.